Pare de fumar agora! Clique aqui e saiba mais.
20/10/2014

Pare de fumar agora!


Doze meses após parar de fumar, o risco de morrer de doença cardíaca será a metade de um fumante que continua.

Separamos dez dicas que certamente ajudarão você a manter hábitos saudáveis e a parar de fumar!



1 ) Escolha uma data!
Escolha uma data para você parar de fumar. Calmamente pegue o calendário e defina um dia que achar o melhor. Isso fará com que sua mente trabalhe a ideia de parar de fumar e você poderá se programar melhor para adquirir novos hábitos que acompanharão a sua decisão. Parar de fumar é uma decisão grande, que mexerá com toda a sua rotina! Programe-se!
 

2 ) Limpe sua casa
Assim que você fumar o seu último cigarro, jogue fora todos os seus maços, isqueiros e cinzeiros. Não guarde, jogue fora mesmo! Lave todas as suas roupas para que o cheiro do cigarro desapareça, limpe seus carpetes, sofás enfim… a casa inteira. Use também perfumes de ambiente para livrar a sua casa daquele odor característico de cinzas. Você não vai querer que nada lembre o cigarro ou acenda um desejo de fumar.



3 ) Procure ajuda profissional
Certamente será mais fácil para você se procurar ajuda: fale com seus amigos e parentes que você quer parar de fumar e peça a ajuda deles para encorajamento. Você também pode procurar grupos de terapia para aprender algumas técnicas e estratégias para parar de fumar. Combinando terapia em grupo e métodos de substituição de nicotina, suas chances de parar de fumar definitivamente serão ainda maiores.



4 ) Procure Métodos de substituição de Nicotina
95% das pessoas que param de fumar abruptamente e sem acompanhamento médico voltam ao vício pouco tempo depois. Sabe por quê? O cigarro contém Nicotina que é viciante: seu cérebro se acostuma a receber estímulos de nicotina e se você cortar o estímulo de uma só vez sentirá a famosa “Crise de Abstinência”. São sintomas: se sentir depressivo, inquieto, até mesmo irritado e certamente desejará “apenas uma tragadinha” constantemente.
Utilizar um método de substituição de nicotina (como adesivos ou chicletes) ajudará você a programar o seu comportamento para resistir ao cigarro. Estudos comprovam que esses métodos podem duplicar a sua chance de parar de fumar. Mantenha a cabeça em foco: o uso desses produtos adjunto ao cigarro não é recomendado.



Se você, por algum motivo, não quer utilizar esses métodos de substituição de nicotina, fale com o seu médico para que ele possa te receitar medicamentos que ajudarão você a lidar melhor com sintomas como depressão ou dificuldade de concentração. Atenção, o uso de medicamentos é apenas recomendado com acompanhamento médico!



5 ) Evite alcóol e outros vícios
Algumas atividades podem fazer você ter um desejo intenso de fumar: são hábitos que você possui e que você precisará identificá-los para substituí-los por outros. Por exemplo: se você sempre fuma após o almoço, encontre algo para fazer logo após comer, como escovar os dentes ou mastigar um chiclete. Alguns alimentos também podem rapidamente associar um desejo de fumar, portanto durante as primeiras semanas evite bebidas alcóolicas e café, prefira tomar um chá.



6 ) Relaxe!
Uma das razões pelas quais as pessoas fumam é porque se sentem mais relaxadas ao fazer isso. Uma vez que você decidir parar de fumar você precisará substituir a sensação de relaxamento. Tente fazer massagens regularmente, ouvir músicas relaxantes ou fazer atividades como Ioga e Tai Chi, evite principalmente o estresse durante as primeiras semanas após você decidir parar de fumar, que é quando será mais difícil para o corpo se acostumar com os novos hábitos.



7 ) Mexa-se!
Atividades físicas ajudarão você contra os sintomas da abstinência. Se toda vez que você sentir uma incontrolável vontade de fumar você ocupar seu corpo e cabeça com uma atividade, resistirá à tentação com muito mais facilidade! Procure atividades de fácil alcance, algo que você possa realizar ali mesmo quando a vontade aparecer como passear com o seu cachorro, limpar o jardim, fazer uma caminhada… além disso, atividades físicas ajudarão você a compensar o ganho de peso que ocorre quando se para de fumar.



8 ) Coma mais frutas e vegetais
Não faça dieta durante o seu processo de parar de fumar. A privação demasiada será um tiro no pé. Concentre-se em comer mais frutas e vegetais e menos gorduras durante o dia. Um estudo da Universidade Duke sugere que esse tipo de comida faz com que o cigarro tenha um gosto terrível, ou seja, será um grande apoio na hora lutar contra a vontade de fumar.



9 ) Não desista!
Pode acontecer de você “escorregar” e acabar fumando um cigarro. Não transforme um erro em desistência! Ao contrário, tente mais uma vez! Pense a respeito da sua atitude, o que fez você fumar aquele cigarro? Identifique o hábito ou mania e procure trocá-lo por outro. As chances de você cair no mesmo erro duas vezes serão menores!



10 ) Escolha uma recompensa
Sabe aquele dinheiro que você gastava comprando cigarros, isqueiros e até mesmo cinzeiros? Passe a coloca-lo em um “cofrinho” toda vez que sentir a urgência de fumar. Se ao invés de você gastar o seu dinheiro com cigarro, resistindo a tentação e guardando-o em um cofre, em pouco tempo você terá uma boa quantia e poderá usá-la para fazer coisas divertidas ou até mesmo comprando algo que deseja. Recompense-se! Você merece.



Mas acredite! As recompensas de parar com um vício como um cigarro vão além da financeira. Existem inúmeros benefícios a sua saúde:



20 minutos após parar de fumar:

a pressão arterial e a frequência cardíaca voltam ao normal
a temperatura das mãos e dos pés aumenta até o nível normal
8 horas após parar:



estabilizam-se as concentrações sanguíneas de monóxido de carbono e oxigênio
não há mais nicotina circulando no sangue
48 horas após parar:

melhora significativa no olfato e no paladar
1 a 3 semanas:



melhora na disposição física
melhora a circulação sanguínea
a função pulmonar aumenta em até 30%
1 a 9 meses após parar:



diminuem a tosse, a congestão nasal a fadiga e a falta de ar
o risco de doença coronariana fica reduzido à metade, se comparado ao risco de um fumante
5 anos após parar:



em 5 a 15 anos o risco de derrame cerebral fica reduzido ao mesmo de um não-fumante
o risco de câncer de boca, garganta e esôfago chega à metade do risco de um fumante
10 anos após parar:




a taxa de morte por câncer de pulmão chega a metade da de um fumante
células pré-cancerosas são substituídas por células saudáveis
Seja qual for o motivo que levou você a parar de fumar, tenha em mente os benefícios que isso fará a sua saúde.



Cuide de si mesmo e viva uma vida melhor!

 

CONTATO
Diretor técnico: Dr. Sérgio Batista - CRM 6210
Todos os direitos reservados - Hospital do Coração de Balneário Camboriú - 2014 - WLive!