DICAS
Caminhar diariamente por 30 minutos reduz risco cardíaco em até 30%

Caminhar diariamente por 30 minutos reduz risco cardíaco em até 30%





Para se movimentar não é preciso frequentar a academia, ser sócio de clube ou ir à praia. Caminhar com regularidade é uma forma simples e grátis de evitar doenças cardíacas.

Mais importante que ter treinamento, é a frequência: de 5 a 7 dias por semana, durante 30 minutos. Com isso, o risco de ataque do coração cai mais de 30%. Idosos com mais de 75 anos que caminham sempre têm até 45% menos chances de infarto.

17/11/2014
Dia Mundial da Diabetes - "Vamos controlar a Diabetes. Agora!?

No próximo dia 14 de Novembro celebra-se o Dia Mundial da Diabetes, que é considerada a epidemia do século XXI pelo número de pessoas que afeta e pelas suas complicações causadoras de grande morbidade e mortalidade.

A doença afeta o modo como o corpo utiliza a glicose obtida dos alimentos digeridos. Em geral, o alimento é quebrado em glicose, uma forma de açúcar, que então passa para a corrente sanguínea, onde é usada pelas células para crescimento e energia. Para a glicose atingir as células, entretanto, é necessário haver insulina, hormônio produzido pelo pâncreas. A maioria dos pacientes com diabetes 2 tem dois problemas: resistência à insulina, quando as células respondem cada vez menos a esse hormônio, e produção deficiente de insulina pelo pâncreas. Como resultado, a glicose se acumula no sangue e na urina, sem cumprir seu papel de fonte principal de energia do corpo.

Existem dois tipos de Diabetes:

Diabetes Tipo 1: Ocorre quando a pessoa tem pouca ou nenhuma insulina, sendo mais comum em crianças e jovens. Os principais sintomas são: muita sede, muita fome, urinar várias vezes ao dia e perda de peso.

Diabetes Tipo 2: É a forma mais comum. Ocorre quando a pessoa produz menos insulina que o normal, sendo mais encontrado em adultos com mais de 30 anos, principalmente em obesos. Os principais sintomas são: desânimo, fraqueza, cansaço físico, alterações visuais, lesões nos pés e pernas com difícil cicatrização.

Quais os fatores de risco que aumentam a chance de desenvolver a Diabetes? Obesidade, sedentarismo, hipertensão, doenças cardíacas e histórico familiar de Diabetes.

Quais as complicações do Diabetes? Caso não ocorra o controle da glicemia, podem surgir as seguintes complicações: Perda de visão; Problemas renais e neurológicos; Impotência sexual; dificuldade de cicatrização, podendo levar a perda dos pés e das pernas.

Quais são os cuidados que o diabético deve ter? Para o tratamento do diabético é necessário 3 cuidados importantes: medicação, atividade física sob prescrição médica e dieta sob orientação de nutricionista.

O que são produtos DIET, LIGHT e ZERO? O termo DIET é usado em alimentos dos quais foi retirado 100% de algum componente nutricional. São indicados para pessoas que têm restrição ao consumo de alguma substância. O termo LIGHT é usado para alimentos cujo valor energético (calorias) ou conteúdo de algum nutriente (açúcares, gorduras, sódio, etc) é baixo ou reduzido em pelo menos 25% quando comparado ao produto na sua apresentação normal. O termo ZERO é um dos mais utilizados na atualidade. É de fácil compreensão porque junto à expressão “zero”, vem em seguida o que é retirado no produto, como por exemplo, “Zero Açúcar”, “Zero Calorias”, “Zero Gorduras”, etc. Como o pensamento de muitas pessoas era de que produtos Diet eram apenas os produtos sem açúcar ou direcionados a diabéticos, pode-se dizer que o termo Zero seria uma saída para facilitar o entendimento e popularizar o consumo desses produtos. Alguns produtos Light que tinham a retirada total de algum nutriente também aderiram ao termo zero.

 

GISELE FURTADO BRAGA

NUTRICIONISTA

CRN10: 1114

03/11/2014
Pare de fumar agora! Clique aqui e saiba mais.

Pare de fumar agora!


Doze meses após parar de fumar, o risco de morrer de doença cardíaca será a metade de um fumante que continua.

Separamos dez dicas que certamente ajudarão você a manter hábitos saudáveis e a parar de fumar!



1 ) Escolha uma data!
Escolha uma data para você parar de fumar. Calmamente pegue o calendário e defina um dia que achar o melhor. Isso fará com que sua mente trabalhe a ideia de parar de fumar e você poderá se programar melhor para adquirir novos hábitos que acompanharão a sua decisão. Parar de fumar é uma decisão grande, que mexerá com toda a sua rotina! Programe-se!
 

2 ) Limpe sua casa
Assim que você fumar o seu último cigarro, jogue fora todos os seus maços, isqueiros e cinzeiros. Não guarde, jogue fora mesmo! Lave todas as suas roupas para que o cheiro do cigarro desapareça, limpe seus carpetes, sofás enfim… a casa inteira. Use também perfumes de ambiente para livrar a sua casa daquele odor característico de cinzas. Você não vai querer que nada lembre o cigarro ou acenda um desejo de fumar.



3 ) Procure ajuda profissional
Certamente será mais fácil para você se procurar ajuda: fale com seus amigos e parentes que você quer parar de fumar e peça a ajuda deles para encorajamento. Você também pode procurar grupos de terapia para aprender algumas técnicas e estratégias para parar de fumar. Combinando terapia em grupo e métodos de substituição de nicotina, suas chances de parar de fumar definitivamente serão ainda maiores.



4 ) Procure Métodos de substituição de Nicotina
95% das pessoas que param de fumar abruptamente e sem acompanhamento médico voltam ao vício pouco tempo depois. Sabe por quê? O cigarro contém Nicotina que é viciante: seu cérebro se acostuma a receber estímulos de nicotina e se você cortar o estímulo de uma só vez sentirá a famosa “Crise de Abstinência”. São sintomas: se sentir depressivo, inquieto, até mesmo irritado e certamente desejará “apenas uma tragadinha” constantemente.
Utilizar um método de substituição de nicotina (como adesivos ou chicletes) ajudará você a programar o seu comportamento para resistir ao cigarro. Estudos comprovam que esses métodos podem duplicar a sua chance de parar de fumar. Mantenha a cabeça em foco: o uso desses produtos adjunto ao cigarro não é recomendado.



Se você, por algum motivo, não quer utilizar esses métodos de substituição de nicotina, fale com o seu médico para que ele possa te receitar medicamentos que ajudarão você a lidar melhor com sintomas como depressão ou dificuldade de concentração. Atenção, o uso de medicamentos é apenas recomendado com acompanhamento médico!



5 ) Evite alcóol e outros vícios
Algumas atividades podem fazer você ter um desejo intenso de fumar: são hábitos que você possui e que você precisará identificá-los para substituí-los por outros. Por exemplo: se você sempre fuma após o almoço, encontre algo para fazer logo após comer, como escovar os dentes ou mastigar um chiclete. Alguns alimentos também podem rapidamente associar um desejo de fumar, portanto durante as primeiras semanas evite bebidas alcóolicas e café, prefira tomar um chá.



6 ) Relaxe!
Uma das razões pelas quais as pessoas fumam é porque se sentem mais relaxadas ao fazer isso. Uma vez que você decidir parar de fumar você precisará substituir a sensação de relaxamento. Tente fazer massagens regularmente, ouvir músicas relaxantes ou fazer atividades como Ioga e Tai Chi, evite principalmente o estresse durante as primeiras semanas após você decidir parar de fumar, que é quando será mais difícil para o corpo se acostumar com os novos hábitos.



7 ) Mexa-se!
Atividades físicas ajudarão você contra os sintomas da abstinência. Se toda vez que você sentir uma incontrolável vontade de fumar você ocupar seu corpo e cabeça com uma atividade, resistirá à tentação com muito mais facilidade! Procure atividades de fácil alcance, algo que você possa realizar ali mesmo quando a vontade aparecer como passear com o seu cachorro, limpar o jardim, fazer uma caminhada… além disso, atividades físicas ajudarão você a compensar o ganho de peso que ocorre quando se para de fumar.



8 ) Coma mais frutas e vegetais
Não faça dieta durante o seu processo de parar de fumar. A privação demasiada será um tiro no pé. Concentre-se em comer mais frutas e vegetais e menos gorduras durante o dia. Um estudo da Universidade Duke sugere que esse tipo de comida faz com que o cigarro tenha um gosto terrível, ou seja, será um grande apoio na hora lutar contra a vontade de fumar.



9 ) Não desista!
Pode acontecer de você “escorregar” e acabar fumando um cigarro. Não transforme um erro em desistência! Ao contrário, tente mais uma vez! Pense a respeito da sua atitude, o que fez você fumar aquele cigarro? Identifique o hábito ou mania e procure trocá-lo por outro. As chances de você cair no mesmo erro duas vezes serão menores!



10 ) Escolha uma recompensa
Sabe aquele dinheiro que você gastava comprando cigarros, isqueiros e até mesmo cinzeiros? Passe a coloca-lo em um “cofrinho” toda vez que sentir a urgência de fumar. Se ao invés de você gastar o seu dinheiro com cigarro, resistindo a tentação e guardando-o em um cofre, em pouco tempo você terá uma boa quantia e poderá usá-la para fazer coisas divertidas ou até mesmo comprando algo que deseja. Recompense-se! Você merece.



Mas acredite! As recompensas de parar com um vício como um cigarro vão além da financeira. Existem inúmeros benefícios a sua saúde:



20 minutos após parar de fumar:

a pressão arterial e a frequência cardíaca voltam ao normal
a temperatura das mãos e dos pés aumenta até o nível normal
8 horas após parar:



estabilizam-se as concentrações sanguíneas de monóxido de carbono e oxigênio
não há mais nicotina circulando no sangue
48 horas após parar:

melhora significativa no olfato e no paladar
1 a 3 semanas:



melhora na disposição física
melhora a circulação sanguínea
a função pulmonar aumenta em até 30%
1 a 9 meses após parar:



diminuem a tosse, a congestão nasal a fadiga e a falta de ar
o risco de doença coronariana fica reduzido à metade, se comparado ao risco de um fumante
5 anos após parar:



em 5 a 15 anos o risco de derrame cerebral fica reduzido ao mesmo de um não-fumante
o risco de câncer de boca, garganta e esôfago chega à metade do risco de um fumante
10 anos após parar:




a taxa de morte por câncer de pulmão chega a metade da de um fumante
células pré-cancerosas são substituídas por células saudáveis
Seja qual for o motivo que levou você a parar de fumar, tenha em mente os benefícios que isso fará a sua saúde.



Cuide de si mesmo e viva uma vida melhor!

 

20/10/2014
Como se Portar em uma Entrevista de Emprego

Como se Portar em uma Entrevista de Emprego

 

Vale lembrar que não existe receita pronta para essa ocasião, mas é  bom estar atento a alguns detalhes .

É sempre bom que você avalie, pesquise sobre a empresa na qual você se candidatou, isso ajuda muito para que fique claro o motivo de você querer trabalhar nela. Seja objetivo nas respostas, não prolongue e nem continue falando na hora em que for interrompido pelo entrevistador, não seja tímido na hora de responder, caso não tenha entendido peça para que repitam a pergunta, responda somente quando tiver certeza do assunto, não fique olhando para paredes e chão, mostre que você realmente tem  interesse na vaga, cuidado com as roupas que  ira usar, evite decotes, shorts e chinelo, esses trajes não são apresentáveis para entrevista .

De o melhor de si, é nesse momento que a empresa ira decidir porque deve contratar você!

05/09/2014
A Alimentação na Prevenção das Doenças Cardiovasculares

A Alimentação na Prevenção das Doenças Cardiovasculares

As regras alimentares que desempenham um papel protetor

 

A alimentação desempenha um papel fundamental: como fator de risco quando desequilibrada e como fator de proteção e prevenção quando adequada às necessidades de cada indivíduo. Sabemos que existem regras alimentares que desempenham um papel protetor das doenças cardiovasculares, como por exemplo:


 

 

  • Alimentação equilibrada e muito variada tendo em conta as recomendações da Nova Pirâmide dos Alimentos;

 

  • Consumo adequado de alimentos dos grupos dos legumes, hortaliças e frutas, devido à sua riqueza em fibras alimentares, vitaminas (especialmente vitamina C, B e A) e minerais como o selênio, que devido ao seu potencial antioxidante desempenham um papel fundamental na prevenção da aterosclerose;

 

  • Preferir peixe à carne. Mesmo os peixes gordos. A riqueza em ácidos gordos poliinsaturados da série ômega 3 tornam os peixes um alimento importante na proteção cardiovascular. Quando consumir carnes, preferir carne magras;

 

  • Evitas todos os tipos de embutidos, enlatados e conservas, ex.: presunto, salame, lingüiça, salsicha, patês, entre ouros;

 

  • Os frutos oleaginosos (nozes, avelãs, amêndoa…) são também importantes por sua riqueza em vitamina E, uma vitamina de elevada capacidade antioxidante;

 

  • Restringir o consumo de calorias totais (adequar a energia consumida às necessidades reais e à atividade física);

 

  • Evitar frituras e reduzir o consumo de gorduras saturadas e gorduras trans, ex.: torresmo, manteiga, nata, queijos amarelos, maionese, creme de leite,geléias, açúcar, doces em geral, melados, bolos, tortas, mel, chocolates, achocolatados, confeitos, balas, sobremesas em geral, sorvetes, leite condensado, bombons, doces em pasta;

 

  • Reduzir ou retirar da alimentação sal, café, refrigerantes e bebidas alcoólicas;

 

  • Preferir preparados culinários mais saudáveis como cozidos, cozidos a vapor, assados e grelhados;

 

  • Fazer 5 ou 6 refeições diárias distribuindo assim as calorias ingeridas de forma harmoniosa, tendo o cuidado de comer calmamente mastigando e insalivando bem os alimentos;

 

  • Adotar hábitos saudáveis como: andar a pé diariamente 1hora/dia, praticar esporte adaptado às limitações de cada um, não fumar, ingerir uma boa quantidade de água por dia (1.5 a 2 litros), reduzir a ansiedade e o stress, tentar viver de forma calma e despreocupada.

Gisele Furtado Braga
Nutricionista do Hospital do Coração de Balneário Camboriú 
CRN10: 1114
05/09/2014
CONTATO
Diretor técnico: Dr. Sérgio Batista - CRM 6210
Todos os direitos reservados - Hospital do Coração de Balneário Camboriú - 2014 - WLive!